Notícias

Entrou em funcionamento o novo troço do Emissário Submarino

Terminada a instalação do último troço e concluída com sucesso a fase de testes de funcionamento e estanquicidade, já está em pleno funcionamento o emissário submarino da Águas de Santo André (AdSA).

No âmbito da empreitada de reparação do emissário, iniciada em setembro passado, foi feita a substituição integral do troço inicial que descarrega no mar as águas residuais tratadas, numa extensão de 120 metros, dando solução à degradação da infraestrutura que foi construída em 1976.

Apesar da obra se ter realizado numa época do ano em que as condições climatéricas são mais desfavoráveis ao desenvolvimento dos trabalhos e de se terem verificado condições de mar que implicaram o reforço de medidas para garantir a defesa e conservação das estruturas em execução, a conclusão da Obra foi antecipada cerca de 2 semanas face ao planeamento inicial.

Com uma extensão total de 2480 metros, o emissário submarino transporta os efluentes com origem na Zona Industrial e Logística de Sines e os efluentes urbanos provenientes dos concelhos de Sines e Santiago do Cacém, que, após tratamento na ETAR da Ribeira de Moinhos, são lançados, no mar através de uma série de difusores situados na sua extremidade, a uma profundidade de 40 metros.

Com a entrada em funcionamento do novo troço, será desativado o emissário de recurso, que permitiu assegurar a continuidade do serviço durante o período de obras, bem como removidas todas as estruturas auxiliares que permitiram a execução dos trabalhos e repostas as condições do terreno prévias ao início da obra.

A empreitada, considerada de extrema importância para a garantia da qualidade ambiental da região, foi acompanhada por uma comissão própria constituída por representantes da Administração da Região Hidrográfica do Alentejo, da Capitania do Porto de Sines/Polícia Marítima, da Câmara Municipal de Sines e Proteção Civil Municipal, do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo, da Unidade de Saúde Pública e da Delegação de Saúde do Alentejo Litoral.